A Glória Kalil das livrarias

[manual prático de bons modos em livrarias]  é um blog dedicado aos causos do dia a dia dos livreiros e dos fregueses. Primeiro eu pensei, sei lá, que fossem para pessoas que gostam de ler mas que pudessem cometer alguma gafe. VAI MUITO ALÉM DISSO.

EU CHORO LENDO AS COISAS UHEHUEHUEHUEHUEHUEUHUE

Vou postar algum dos casos aqui pra vocês, depois mando o link do blog.

“domingo pós-feriado e a livraria em ritmo de beto carreiro world (está permitida a interpretação livre). para ajudar no climão maneiro, o telefone, esse objeto inventado no inferno, não para de tocar. entre um atendimento e outro, livreira puxa a ligação e:

livreira: livraria x, boa tarde?

freguesa: BOA TARDE, PRECISO DE UM LIVRO DE BOLSO PARA DAR DE PRESENTE.

(amo/sou gente que dá livro de bolso de presente. tão baratinho, né? tão jeitosinho, né? tão “gasto dinheiro com feijoada enlatada, mas não gasto com livro”, né? livreira indica e fala sobre “a insustentável leveza do ser”)

freguesa: tá, pode ser. você pode me indicar mais dois?

(livreira, então, indica “lolita” e “as boas mulheres da china”)

freguesa: ah, ótimo. agora só preciso que os autores sejam português, espanhol, italiano, alemão e inglês.

(que isso, festa das nações? e falar antes para quê, freguesia? resposta: paraguaio)

livreira: ai, minha senhora, mas o nabokov (lolita) é russo e a xinran (as boas mulheres da china) é chinesa. 

freguesa: e o autor do outro livro que você me indicou?

livreira: o do milan kundera? sei não.

freguesa: espera, tô com o google aberto aqui.

(a senhora me jura que pensou no google só agora? a senhora está de deboche ou a senhora está de deboche? cinco minutos depois, a freguesa revela a nacionalidade do escritor)

freguesa: moça, ele deve ser erudito. tá escrito aqui que a família dele é ERUDITA.

manual prático de bons modos em livrarias: silêncio. apenas o silêncio.”

MEU DEUS SOCORRO UHEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEUHEH
“- moça, onde fica a estante de livros porcaria? 

(ma che!? quer dizer que criaram uma estante só para os livros da stephenie meyer e eu não fui avisada? veja você) 

– como assim? 

– ah, desses livros que não prestam. 

(hahaha meu deus, como é que ninguém teve a sagacidade desse freguês para criar uma estante só para isso?) 

– olha, me fala o que você procura. 

– então, os livros da bruna surfistinha. 

manual prático de bons modos em livrarias: é assim, fregueses, que vocês ganham uma paixão platônica livresca.”

Acho que devia ter algo assim, sério.
Aaah, e o blog vai até virar livro!
“freguesa: boa noite, tem aquele livro ‘night shit’?

(‘noite de merda’, é isso mesmo, galera do fundão?)

livreira: a senhora poderia repetir o título, por favor?

freguesa: n i g h t – s h i t

(livreira consulta o título solicitado pela freguesa e fuén fuén fuén)

livreira: senhora, tem certeza que…

freguesa: ai, menina, é aquele famoso… ‘quando night shit chorou’, que virou filme até.

(OLHA)

manual prático de bons modos em livrarias: tudo bem não saber falar inglês, tudo bem mesmo. problema é inventar e ainda querer sambar na cara da sociedade livresca. daí rola uma mágoa, daí rola um rancor.

Essa foi tão horrível que demorei a entender, HEUHEUHUHE
Mas esses foram só alguns, tem outros muito piores, como o do reporter (cliquem no link, sério, é impagável)
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s